Central de atendimento: (43) 3375 4701

Londrina-Pr | Brasil

Insônia, renove seus conceitos

Insônia, renove seus conceitos

Insônia, renove seus conceitos

A revista Istoé  (Edição:  2058 |  22.Abr.09)  trouxe uma reportagem mostrando as novas tendências da reabilitação da Insônia. Atualmente esta patologia atinge cerca de 20 milhões de brasileiros.

O novo Consenso Brasileiro de Insônia, concluído no final do ano passado pela Associação Brasileira do Sono, indicou uma mudança na receita para o tratamento da insônia. Segundo o neurologista Luciano Ribeiro Pinto, do Laboratório de fisiologia do Instituto do Sono e presidente da entidade, hoje em dia o tratamento é muito baseado em medicamentos. “Queremos mudar a conduta do médico e o comportamento do paciente”, conclui Luciano.

“A mudança no jeito de tratar a insônia se deve à constatação de que o distúrbio tem suas raízes mais em questões psicológicas e comportamentais do que em disfunções orgânicas”, segundo a Istoé. Especialistas observam que os pacientes não percebem que a insônia, na maioria dos casos, pode vir de complicações financeiras, crises familiares ou profissionais. Outras causas que auxiliam no surgimento da insônia são o estresse, ansiedade, nervosismo, depressão, dores crônicas, dentre outros. O neurologista Nonato Rodrigues, da Universidade de Brasília, relata que quase todos os medicamentos contra a insônia causam dependência à curto prazo, além de provocarem prejuízos à memória e à atenção.

Dia após dia é verificado pelos mais conceituados pesquisadores e cientistas do mundo, que as alterações emocionais acarretam os mais variados sintomas, sendo neste caso, a insônia o bicho papão de muitas pessoas. Novos métodos baseados nestas tendências, de tratamento do emocional, tem também surgido para permitir uma melhora da qualidade de vida.

Dr. Ivan Bonaldo

Fechado para comentários.